Programa Geração Energia promove a inclusão social em Rondônia e no Acre. Mesmo durante a pandemia, os jovens participantes continuaram seus estudos

Ampliar as oportunidades nas cidades onde atua é uma missão para a Energisa. Por meio do programa Geração Energia, a empresa vem apoiando jovens em condição de vulnerabilidade por meio de ações de formação e capacitação. O objetivo é promover a inclusão social pelo estudo e pelo trabalho.

Em Rondônia e no Acre, 400 jovens foram selecionados. A maioria deles estudou até o ensino médio e tem entre 18 e 24 anos. Durante 12 de meses de capacitação, são desenvolvidas competências socioemocionais e o aprendizado de ofícios nas áreas de energia elétrica e administrativa.  Os colaboradores da Energisa se envolvem diretamente para mantê-los motivados a enfrentarem os desafios propostos por cada etapa do programa. 

O modelo inovador de capacitação do Geração Energia favorece a prática. É o chamado aprender-fazendo, que aprofunda a formação com atividades que colocam as competências em uso. A tecnologia também está presente no programa. A jornada de formação inclui “Trilhas de Aprendizagem” presenciais e online.  Os temas, apresentados por meio de conteúdos leves, práticos e divertidos, incluem empreendedorismo, comunicação, relação interpessoal, inteligência emocional, planejamento e organização, profissionalismo, atenção e foco. 

E com a pandemia do novo coronavírus, esses jovens enfrentam um desafio adicional: manter a motivação em um cenário de adversidade.

Para seguir com o projeto, que começou pouco antes do período de isolamento social, a Organização Não Governamental Educação Livre (EduLivre), em conjunto com as equipes da Energisa e dos outros parceiros do Geração Energia – UNESCO, SESI E SENAI – redesenharam todas as dinâmicas. “Estamos resolvendo os problemas caso a caso. Alguns jovens não têm computador, outros têm celular, mas não internet. Passamos a colocar crédito nos celulares deles semanalmente para que pudessem participar dos desafios e dos encontros. E há casos de jovens que usam aparelhos emprestados”, afirma Hugo Chaves, coordenador de projeto da EduLivre. 

Colaboradores da Energisa que atuam como mentores desses jovens foram fundamentais para manter a motivação. “Esse contato com outras pessoas nos ajuda a buscar novas atividades e conteúdos”, diz Chaves. “A pandemia mostrou que precisamos trabalhar de forma mais colaborativa, criativa e desenvolver novas habilidades”.

Parceria com o SENAI

Além do Geração Energia, a Energisa mantém um programa de formação de eletricistas em parceria com o Senai. A pandemia de Covid-19 não prejudicou os trabalhos. Inclusive, a empresa entregou novos equipamentos e ferramentas que serão utilizados nas aulas práticas do curso de formação de eletricista oferecido pela instituição. 

Entre os itens doados estão escadas, disjuntores, bastões de manobra, equipamentos para poda, cabos flex e painéis. “Contamos com equipamentos agregadores para que nossos alunos saiam prontos para entrar no mercado de trabalho”, afirma Jair Coelho, coordenador de educação do SESI e SENAI. No ano passado, a parceria formou 240 profissionais, só em Rondônia.