Equipamentos ajudam no tratamento de pacientes com Covid-19. Movimento já contabiliza mais de R$ 8 milhões em doações.

No final de setembro, a Energisa entregou quatro ventiladores pulmonares ao Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, administrado pelo governo de Mato Grosso. A entrega foi feita pelo diretor-presidente da empresa, Riberto José Barbanera, ao secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, com a presença da diretora geral da unidade hospitalar, Patrícia Dourado Neves.

Para a diretora geral da Santa Casa, Patrícia Dourado Neves, a doação realizada pela Energisa é muito relevante e vai ajudar muito no tratamento das pessoas que precisam de auxílio mecânico para respirar. “É um equipamento essencial para aqueles que não conseguem respirar sozinhos por causa da gravidade da doença, pode garantir a vida da pessoa”, diz Patrícia. Os aparelhos poderão ser usados para o tratamento de diferentes pacientes, de crianças a adultos até 220 kg, com todas as modalidades respiratórias.

A ação é fruto de uma parceria entre a Energisa e a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), que promoveu um programa de inovação para desenvolver os aparelhos no Brasil. Com tecnologia 100% nacional, os aparelhos são mais fáceis de manusear e têm custo reduzido em relação a modelos semelhantes do mercado.

Covid 19 em Mato Grosso

Apesar de o Estado apresentar uma situação “estável” em relação à doença, a diretora frisa que a pandemia não acabou e que o nível de contágio e as mortes não diminuíram. “Graças às medidas não farmacológicas como uso de máscaras, álcool em gel, distanciamento social e principalmente o tratamento precoce de doença conseguimos reduzir o avanço da covid-19. Mas ela não está extinta”, alerta ela, que também atua no Centro de Triagem da Arena Pantanal, onde são atendidas, em média, 800 pessoas por dia.

Saiba mais sobre as ações da Energisa no combate ao coronavírus

A crise provocada pela pandemia de Covid-19 afetou toda a sociedade. Para a Energisa, a saúde das pessoas vem em primeiro lugar. Por esse motivo, a empresa preparou uma série de ações de combate ao vírus, cujo objetivo é reduzir o impacto da crise dentro e fora da empresa. Essas ações foram organizadas por meio do Movimento Energia do Bem. Até agora, o Movimento contabiliza mais de 8 milhões de reais destinados a iniciativas em diversas frentes de combate ao coronavírus.