Equipes da companhia estão mapeando populações que receberão o programa, que tem objetivo de universalizar o acesso a esse bem essencial em localidades onde a rede elétrica tradicional não chega. 

Depois de levar energia fotovoltaica para a Vila Restauração e para comunidades remotas do Pantanal, no projeto premiado Ilumina Pantanal, as equipes da Energisa nos estados de Acre, Rondônia, Mato Grosso e Tocantins estão em campo para repetir o feito nos lugares mais remotos da Amazônia Legal, para comunidades ribeirinhas e aldeias indígenas. Eles estão mapeando populações que podem ter energia elétrica em casa por meio programa Mais Luz para Amazônia, que tem o objetivo de universalizar o acesso a esse bem essencial em localidades onde a rede elétrica tradicional não chega. Para dar aos seus futuros clientes todas as informações necessárias sobre o programa, a Energisa planejou ações de comunicação inovadoras adequadas à população indígena e com respeito à cultura local. 

Para uma dessas ações, a Energisa desenvolveu dois podcasts com a parceria do time da Vem de Áudio, que já trabalha na produção de conteúdo para indígenas. O primeiro explica como funciona o sistema de geração de energia por placas solares, é dirigido aos indígenas e está disponível em português e na língua Mebengokrê, uma das mais faladas na região. O segundo é direcionado para qualquer profissional que queira entender um pouco mais da cultura indígena para desenvolver projetos com essas populações. 

“Convidamos dois especialistas, o Marivelton Baré, presidente da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro e coordenador na Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) e a jornalista e antropóloga Helena Palmquist, para traz dicas de boa convivência em contextos interculturais. São produtos que podem contribuir diretamente na garantia do respeito à cultura e à diversidade dos povos, além de proteger essas populações, inclusive do ponto de vista sanitário”, explica Letícia Leite, responsável pela edição do material 

Quer saber mais sobre o projeto? Para conhecer o podcast sobre o sistema de geração fotovoltaica, disponível em português e na língua Mebengokrê, uma das mais faladas na região, clique aqui.

Clicando aqui você confere o podcast que traz informações sobre a cultura indígena, para interessados em desenvolver projetos com essas populações. 

O programa Mais Luz para a Amazônia, que tem o objetivo de universalizar o acesso a esse bem essencial em localidades onde a rede elétrica tradicional não chega, é coordenado pelo Ministério de Minas e Energia (MME), é operacionalizado pela Eletrobrás e executado pela Energisa nas áreas de concessão do Grupo.