Ricardo Botelho, CEO da companhia, anuncia investimentos de R$ 29,5 bilhões nos próximos cinco anos e a construção de 150 parques solares até 2024

O Grupo Energisa irá investir R$ 29,5 bilhões de reais nos próximos cinco anos. O anúncio foi feito pelo CEO Ricardo Botelho, durante o Energisa Digital Day, evento público realizado para o mercado financeiro com o objetivo de divulgar informações sobre a situação econômico-financeira e projetos da companhia.

A área de distribuição ficará com a maior parte dos recursos, 53%, porém, essa fatia é menor do que a registrada no último ciclo de investimentos, quando a distribuição ficou com 84% dos aportes. O restante dos investimentos será aplicado no setor de geração e em novos negócios relacionados à transição energética.

No segmento de geração distribuída, que abrange a energia solar, a meta é aumentar de 77 MW para 460 MW a capacidade de geração da Alsol, empresa de energia limpa que faz parte do grupo. Os planos são de construir 150 parques solares até 2024, sendo que 40 serão entregues em 2022. Para isso, os investimentos devem ultrapassar a marca de R$ 2,2 bilhões.

A Energisa também entrará no mercado de biogás. Os planos são de fazer parcerias com produtores rurais e aproveitar os resí­duos orgânicos da produção para produzir energia e biometano. Com esse movimento em direção a outros negócios, a expectativa é de que a participação da distribuição no EBITDA (lucro antes de juros, impostos depreciação e amortização) passe de 92% para até 75%.

Num futuro próximo, o Grupo pretende se tornar um fornecedor de soluções integradas de energia para seus clientes, sejam eles comerciais ou residenciais, ou seja, uma espécie de ‘one-stop shop’ do setor elétrico. E sempre alinhando a estratégia com a sustentabilidade e com o compromisso de liderar a agenda da transição energética.