Grupo de jornalistas conheceu dia a dia da localidade que passa a ter energia limpa e de qualidade em meio a Amazônia Legal.

Terra Firme, comunidade ribeirinha localizada à margem direita do Rio Madeira em Porto Velho, foi a primeira a receber o programa Mais Luz Para Amazônia em Rondônia. A Energisa instalou placas solares para fornecer energia limpa, de qualidade e 24 horas por dia. A iniciativa é parte do compromisso social da empresa de promover a inclusão, conectando esses brasileiros ao restante do país pela energia. 

Foto de casa com sistema solar do programa Mais Luz Para Amazônia na comunidade Terra Firme em Porto Velho.

Segundo André Theobald, diretor presidente da concessionária no estado, o objetivo é promover o desenvolvimento, mas de forma sustentável e valorizando a cultura local. “A energia está ampliando as fronteiras, possibilitando o acesso à ensino, capacitação e assistência médica através da internet, sem sair de casa”, destacou. 

A novidade foi apresentada a um grupo de 17 jornalistas do estado, convidados pela concessionária, e que conferiram in loco o dia a dia da localidade. Os comunicadores percorreram estrada de chão, 50 km de barco e 90 degraus para chegar ao local que tem cerca de 30 famílias. Os relatos foram registrados em reportagens especiais com depoimentos dos beneficiados.

Grupo de jornalistas conhecendo programa Mais Luz Para Amazônia na comunidade Terra Firme em Porto Velho (RO).

Em Rondônia serão atendidas 900 famílias que residem em regiões afastadas onde não há viabilidade técnica para construção de rede convencional. Serão R$ 32 milhões em investimentos para beneficiar 68 comunidades. O programa Mais Luz Para Amazônia é iniciativa do Governo Federal e do Ministério de Minas, sendo executado pela Energisa no estado.

Assista a reportagem completa da Rede Amazônica: