Mais de R$ 900 mil foram investidos em projetos na área da saúde dentro do PEE da Energisa

A área da saúde foi beneficiada no Programa de Eficiência Energética (PEE) da Energisa, que finaliza a entrega dos últimos projetos selecionados em 2021 nas próximas semanas. Nesta etapa duas instituições de Rondônia, uma no Mato Grosso e uma em Minas Gerais receberam melhorias na eficiência energética, o que garante economia na conta de luz, mais segurança, sustentabilidade e outros benefícios, como melhor conforto térmico.

Os investimentos na área da saúde somam cerca de R$ 900 mil. No total em torno de R$ 5 milhões foram aplicados nesta etapa, cujos projetos foram aprovados por meio de Chamada Pública e são regulamentados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) para promover o uso eficiente da energia elétrica.

Em Rondônia as instituições beneficiadas foram o Centro de Reabilitação Neurológica Infantil de Cacoal (CERNIC) e a Associação de Pais e Amigos dos Exepcionais (Apae) de Espigão do Oeste. Cerca de R$ 200 mil foram usados em substituições de lâmpadas convencionais por modelos em LED e instalação de sistema de geração de energia solar, com placas fotovoltaicas.

O mesmo será feito no Hospital Cristiano Varella, em Muriaé (MG). Ali foram investidos R$ 206 mil para substituir 50 lâmpadas convencionais por lâmpadas LED, para tornar mais eficiente o sistema de iluminação da instituição. A instalação de um sistema fotovoltaico e a modernização de três aparelhos de ar-condicionado também estão contemplados no investimento.

Por fim em Nova Mutum (MT) são R$ 500 mil também para modernizar o sistema de iluminação do Hospital Regional. 332 lâmpadas convencionais serão substituídas por modelos LED e um sistema fotovoltaico com capacidade para 81,41 quilowatt pico será instalado para gerar energia solar.

O Coordenador de Eficiência Energética do Grupo Energisa, Thiago Peres de Oliveira, disse que todas as ações realizadas têm como objetivo reduzir o consumo de energia. As lâmpadas em LED, por exemplo, são mais econômicas e duradouras e demandam menos manutenção. “Assim economiza-se na sua substituição e este valor que seria gasto pode ser direcionado para outras áreas do hospital, como aquisição de novos equipamentos”.
Além disso, destaca que todos os investimentos vão na direção da sustentabilidade, pilar fundamental dentro da área de Eficiência Energética do Grupo Energisa.