Sete em cada dez clientes da concessionária se dizem satisfeitos ou muito satisfeitos com o atendimento prestado, segundo levantamento da Abradee. Para quase 80%, a continuidade do Comufornecimento de energia está melhor, ou seja, faltou menos energia que no ano anterior

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee) mostra que a satisfação dos clientes com serviços de energia aumentou 12 pontos percentuais, de 58% para 70%, desde que o Grupo Energisa assumiu a concessão em Rondônia, no final de 2018. Pela primeira vez, o levantamento anual abrangeu o período integral de concessão sob administração da Energisa.

De acordo com o índice,  70% dos clientes estão satisfeitos ou muito satisfeitos com o atendimento prestado pela Energisa. Entre os pontos de melhoria mais destacados pelos entrevistados, estão:

  • disponibilidade e clareza das informações prestadas pelos atendes (74%);
  • cordialidade e respeito ao consumidor (80%);
  • tratamento igualitário entre os consumidores (80%); e
  • melhoria da continuidade no fornecimento de energia (78%)

O resultado reflete o compromisso da concessionária de oferecer um serviço de excelência. Em cerca de dois anos, foram investidos mais de R$ 1 bilhão para ampliar e modernizar a infraestrutura de distribuição e resolver problemas históricos na região. Os investimentos não param: 21 novas subestações estão sendo construídas e outras 56, ampliadas. 

“Dois anos ainda é pouco para recuperar tudo, mas já podemos ver transformações tanto em nossos indicadores quanto na vida da população”, afirma Fabrício Sampaio, diretor técnico e comercial da Energisa. Neste ano, o mês de agosto teve o menor índice de falta de energia dos últimos seis anos. O período é historicamente crítico para o fornecimento de energia devido às elevadas temperaturas, baixos índices pluviométricos e queimadas. “Apesar dos desafios, conseguimos alcançar bons resultados com disciplina e planejamento”, conclui Sampaio. 

Todo o trabalho feito pelas equipes da Energisa, como manutenções preventivas e automação da rede, ajudam a agilizar os procedimentos de religação quando algum fator externo (condição climática ou queda de árvores, por exemplo),  desliga o sistema. “A pesquisa é um importante termômetro, pois contribui para o nosso aprimoramento contínuo”, diz Bernardo Salgado Moreira, gerente de gestão e projetos da Energisa. “Nossa perspectiva é obter resultados ainda melhores em 2021, o que demonstra o nosso compromisso de transformar Rondônia.”