O alcance do programa, que concede desconto de até 65% na tarifa de energia para famílias cadastradas, vem crescendo a cada ano

Cerca de 170 mil famílias de Mato Grosso já estão se beneficiando do Tarifa Social, programa que concede desconto de até 65% na tarifa de energia – para quilombolas e indígenas, o desconto chega a 100%. O número de beneficiados representa quase 14% da base de consumidores residenciais da Energisa no Estado. 

O alcance do benefício vem crescendo a cada ano. Em janeiro de 2019, Mato Grosso contava com pouco mais de 130 mil cadastrados. Para receber o benefício, é necessário que o consumidor esteja inscrito no Cadastro Único (CadÚnico), tenha o Número de Identificação Social (NIS) e entre em contato com a concessionária. Mas, é preciso ficar atento ao prazo de recadastramento, que acontece a cada dois anos. Caso o consumidor perca o prazo, só poderá solicitar a inclusão no programa no ano seguinte.  

A Energisa não tem poupado esforços para levar essa informação à população – e isso se reflete no aumento do número de beneficiados. “As pessoas não tinham a informação do Abenefício”, afirma Patrícia da Silva Costa, coordenadora de Cadastro Único e Bolsa Família da Secretaria de Assistência Social. “A partir do momento que passou a ser mais divulgado, o número de cadastros subiu e, com a pandemia, deve crescer ainda mais por conta da alta no desemprego.”

A dona de casa Lucimar Oliveira Silva, de 63 anos, é uma das clientes que se beneficia do desconto. Na fase mais dura da pandemia, Lucimar obteve 100% de desconto, graças a um subsídio disponibilizado pelo Governo Federal. Agora, mantém o benefício de 65% de redução. “Ajuda muito. Dei sorte de estar com todos os documentos em dia, mas estou de olho no prazo e na conta. Assim que a situação acalmar irei renovar meu cadastro e informar a distribuidora”, afirma Lucimar.

Para garantir o desconto máximo, Lucimar também fica de olho no consumo de energia. Isso porque a redução é dada conforme a faixa de utilização do consumidor, conforme a tabela abaixo:

Consumidores de baixa renda
Consumo mensal de energia elétricaDesconto
de 0 a 30 kWh65%
de 31 kWh a 100 kWh40%
de 101 kWh a 220 kWh 10%
a partir de 221 kWh0%
Quilombolas e Indígenas
Consumo mensal de energia elétricaDesconto
de 0 a 50 KWh100%
de 51 kWh a 100 kWh40% 
de 101 kWh a 220 kWh10%
a partir de 221 kWh0%