Fintech do Grupo Energisa vence a premiação com o projeto de bancarização digital em áreas remotas, como a comunidade da Vila Restauração, no Acre

A Vila Restauração, comunidade ribeirinha localizada na Reserva Extrativista do Alto Juruá, encravada no coração da Floresta Amazônica, no Acre, teve recentemente seu cotidiano radicalmente transformado. Em outubro do ano passado, a Energisa inaugurou uma usina fotovoltaica com 600 painéis solares e baterias, garantindo o fornecimento de energia elétrica 24 horas por dia aos cerca de 750 moradores. O projeto possibilitou que diversos sonhos pudessem se tornar realidade, como a comida conservada em geladeiras, ventiladores para refrescar as noites de verão, televisão ligada para entreter a família e, é claro, a conexão. Junto com a energia, chegou a internet e a inclusão bancária fornecida pela Voltz, fintech do Grupo Energisa: os moradores passaram a ter conta digital, gerando movimentação financeira e suporte para o desenvolvimento econômico e financeiro da região.

A Vila Restauração é uma das áreas distantes de grandes centros em que a Voltz atua. Com pouco mais de 1 ano no mercado, a Voltz já possui mais de 300 mil clientes espalhados pelos 11 estados onde a Energisa está presente, oferecendo soluções financeiras para pessoas físicas que, em sua maioria, não tinham acesso a agências bancárias em suas cidades. A prova de como isso tem dado certo é que a fintech, que nasceu dentro do Grupo Energisa, é a grande ganhadora do Prêmio FIDinsiders 2022 na categoria “Soluções Financeiras para Fomento da Diversidade e Inclusão”, depois de concorrer com outras 1.298 fintechs e ter sido finalista com outras duas empresas (Banco Útil e Jeitto).

Na foto, a mão de um colaborador segura o troféu FIDInsiders.

— Nos sentimos vitoriosos por termos sido escolhidos justamente nessa categoria que tem tudo a ver com os valores da Voltz e do Grupo Energisa. É o resultado de uma empresa que está indo buscar clientes até na fronteira, em localidades que só agora começam a ter energia – comemora Daniel Orlan, co-CEO da Voltz ao lado de Tiago Compagnoni.

A premiação tem como objetivo reconhecer e divulgar soluções inovadoras que contribuem para acelerar a democratização das finanças no Brasil e aprimorar o bem-estar financeiro da sociedade. Uma comissão julgadora formada por 18 executivos, especialistas e profissionais do setor definiu 3 finalistas em 14 categorias e, em seguida, os vencedores.

Um levantamento realizado pela Voltz em 2021 mostrou que nos 862 municípios em que a empresa atua, apenas 406 possuem agências bancárias. Contando com a comunicação orgânica da distribuidora de energia, a empresa já conquistou mais de 6 mil clientes nessas localidades.

— Estivemos nas semanas que antecederam a inauguração do projeto da Vila, apresentando a Voltz para os moradores. Esse é um dos nossos muitos papéis. Somos a fintech de um grande grupo de infraestrutura, temos soluções de cidadania, como a conta digital e o cartão pré-pago para os clientes dessas localidades, como o crédito para clientes que precisam parcelar suas contas e os produtos de antecipação para fornecedores — completa Orlean.

Morador da Vila Restauração, no Acre, mostra com orgulho do
cartão bancário da Voltz. Na camisa dele, dizeres explicam que é uma conta digital para realização de sonhos.

Conheça mais o projeto do Grupo Energisa na Vila Restauração no documentário dirigido por Jack Motta que acompanhou o impacto da chegada da energia elétrica na comunidade. Assista aqui: